sábado, 10 de setembro de 2016

Jodi Ellen Malpas - The Protector



Ficha técnica: The Protector
Autora: Jodi Ellen Malpas
Editora Forever
Lançamento original: 09/09/16 LANÇAMENTO
Lançamento BR: ainda não
384 páginas
POV: primeira pessoa - Jake e Cami
Gênero: Romance contemporâneo; Chick Lit; Suspense

Protagonistas: Jake Sharp e Camille Logan
Local/ano: Londres/atual

"As pessoas pensam que conhecem Camille Logan: a menina do papai; bonita, mimada com saldo bancário de seu pai para financiar seu estilo de vida. Mas Camille está determinada a ter uma vida longe das amarras do pai. Por conta própria, ela cometeu erros, incluindo um que acabou levando-a a uma temporada na reabilitação e ajudando a vender muitos tablóides. Agora, depois de lutar tão duro para ser independente e feliz, ela descobre que sua vida está ameaçada graças aos negócios sem escrúpulos de seu pai. Presa entre ressentimento e medo, Camille se prepara para as medidas que seu pai vai tomar para protegê-la. Mas nada poderia prepará-la para o atirador, ex-Forças Especiais, que surge em sua vida.

Jake Sharp vive num inferno pessoal. Por uma distração sua no cumprimento do dever, as conseqüências foram devastadoras - tanto pessoal como profissionalmente. Ele jurou nunca mais isso acontecer. Aceitar o trabalho de guarda-costas de Camille Logan não é o tipo de distração que ele quer. Mulheres e Jake não se misturam bem, mas proteger a herdeira parece ser o menor de dois males. Mas Jake logo descobre que ela não é a mulher que todos pensam ser. Ela é meiga, compassiva, tem presença, e seu dever de protegê-la em breve vai tornar-se mais profundo do que apenas um emprego bem remunerado, não importa quão duro ele tenha que dar. 

Ele precisa de absolvição. 
Ele precisa de Camille. 
Mas ele sabe que não pode ter ambos."

Jake era atirador de elite das Forças Especiais do exército britânico.
Depois de vários anos de excelente serviço prestado, por conta de um problema pessoal, ele tomou uma decisão errada, o que resultou na morte de dois companheiros.
Após pedir baixa e sofrendo de ataques de ansiedade, ele precisava de um objetivo na vida. Assim, há quatro anos, ele trabalha como guarda-costas.

Ele não tem relacionamentos. Ele não tem amigos. A pessoa com quem ele mais fala é Lucinda, a encarregada da empresa de passar os serviços para ele. Ele ganha muito bem, mas leva uma vida quase espartana.

Seu próximo serviço seria proteger a filha de um magnata.
Trevor Logan era um empresário que angariou muitos inimigos pelo caminho. Agia como um rolo compressor para conseguir o que queria, e sempre conseguia. Isso lhe rendeu 2 divórcios e sua atual esposa, Chloe, era tão nova quanto a filha dele.

E era esta filha que Logan queria que Jake protegesse.

A princípio Jake não aceita o serviço.
Camille Logan era linda. Modelo da Elite Models, seu rosto havia estampado vários comerciais das principais marcas, como Dior. Era a alegria dos paparazzi, principalmente desde o seu envolvimento com o playboy Sebastian Peters, herdeiro da Peters Communications, que lhe rendeu uma viagem quase sem volta ao mundo das drogas e internação numa clínica de rehab.
Mas Jake acaba aceitando depois de ver o tipo de ameaça, enviada para o pai dela.

O único problema seria convencer Camille a aceitar ter Jake em sua cola 24/7. "Uma pessoa só pode ser protegida se ela quiser sê-lo", era o que Jake sempre falava.
Logicamente ela não aceita. Mas até então a notícia era de que seu agora ex-namorado estava fora da cidade. Só que ele voltou...

Camille tinha tudo na vida. Beleza, dinheiro e fama. Mas ela queria viver sob seus próprios méritos e não por ser a filha de Trevor Logan.
Ela morava no apartamento de um dos prédios de seu pai, mas fazia questão de pagar aluguel. Claro que seu pai depositava o dinheiro do aluguel numa conta aberta para ela, junto com a "pequena" mesada que lhe dava, mas ela nunca usava esse dinheiro.
Vivia com o dinheiro fruto de seu trabalho e estava em pleno planejamento para inaugurar uma marca de roupas com sua melhor amiga Heather Porter. Foi esta quem sempre esteve do seu lado em seu período negro quando decidiu largar Sebastian.

É dada a partida à peleja. Camille fugindo de Jake e ele tendo que, literalmente, correr atrás dela.
Ela fica mais zangada ainda porque ele ficaria no apartamento dela.

O ex aparece, Jake o coloca para correr.
Três dias depois de ter começado seu trabalho de guarda-costas com ela, e já tendo percebido que ela não era exatamente a Patricinha que os tablóides anunciavam, Jake recebe a notícia de que os serviços dele estavam dispensados. A tal ameaça contra Camille seria lidada de outra forma.

Achando tudo muito suspeito, Jake começa uma caçada para saber o que o pai de Camille escondia, porque ele tinha certeza que ela ainda corria perigo.
Para protegê-la agora até mesmo do pai, Jake a leva a um lugar onde ninguém sabe que ele tem.
O clima entre eles que já havia amenizado, de irritado para conciliador; de conciliador para hot, esquenta mais ainda, e Jake cai em si de que após a frustração de seu último relacionamento - do qual após o término jurou não repetir a dose -, ele havia encontrado uma mulher para amar para sempre.

O relógio corre contra eles.
As investigações de Jake, com ajuda de Lucinda (uma hacker), dão resultado. De posse da informação do por que Trevor Logan havia exigido a saída de Jake do caso, ele pode ir atrás do verdadeiro culpado e, só assim, ele poderia fazer planos com Camille e as pazes com o seu passado...

Este livro vem sendo anunciado há meses e como virei fã da autora por conta da trilogia THIS MAN (desculpa, gente. Sou fã dessa trilogia em inglês. Não consegui ler em português com aqueles títulos medonhos), estava eufórica para ler este primeiro stand alone da autora (sim, ela é fãzoca de trilogias).

A capa achei ok. Simples, mas remete à famosa cena de Whitney Houston e Kevin Costner no filme "O Guarda-Costas"



O enredo: bom, isso não tem muito o que mudar. Basicamente é um cliente em perigo e o guarda-costas fazendo seu trabalho.
E até mesmo o fato da cliente em questão não querer ter um homem (tudo bem que era lindo, alto e atlético) atrás dela o tempo todo, isso também é clichê.
O ritmo é normal. Na verdade, tudo acaba acontecendo rápido por conta da decisão do pai dela em cancelar o contrato com a empresa de proteção.
Não tem cliffhanger. 

Mas vamos aos comentários sobre o que achei de fato do livro.
Todo livro, quando começo a ler, sempre é um livro 5 estrelas. Seja de alguém famoso ou não, levo em consideração o tempo levado pelo autor para escrever aquela história.
Entretanto, se você já está há algum tempo na estrada, desculpa, mas não vou julgar com a mesma consideração de um iniciante.
Jodi escreveu uma trilogia que foi muito, mas muito melhor do que 50 TONS. Depois veio com outra misturando mistério e erotismo com maestria. Mas este aqui...







Para começar, na sinopse vem dizendo que a cliente não era a menina mimada que todos diziam ser...



Era sim! Inclusive ela faz umas pirraças muito estranhas para uma mulher de 25 anos, enquanto tenta fugir dele.

Esse chove-não-molha entre os dois leva até quase a metade do livro.

ME-TA-DE!!!!

Ahhh!!! Mas não podemos esquecer que enquanto essa guerra de braços se dá, a famosa atração fatal também acontece, porque aqui todo mundo é lindo, sarado, com olhos claros e bunda arrebitada.



Então, você consegue chegar na metade do livro - o casal já se resolveu transando - e o pai da dita cuja resolve retirar os serviços de Jake.
Você para, olha o número de páginas que ainda faltam e pensa: é claro que tem treta aí.
Daí por diante, tudo acontece rápido demais.

Sim, tem mais cenas de sexo porque, afinal, não se pode perder o clima quente da paixão entre o casal.

Mas você - quero dizer, eu - está interessado agora em saber por que o pai mudou de ideia quanto à proteção da "princesinha" dele e quem é o verdadeiro algoz. E você chega lá!



Hãn?????
Como assim?
É esse o algoz?

Sabe como me senti? Lembra-se do filme "Assassinato por Morte"? Não? Assista, é um clássico.
Parafraseando o personagem de Truman Capote como Lionel Twain:

"Vocês enganaram seus leitores durante anos. Vocês torturaram todos nós com finais que não faziam sentido. Vocês introduziram personagens nas últimas cinco páginas que nunca existiram no livro antes. Vocês esconderam pistas e informações que tornaram impossível para nós adivinhar quem fez isso..."



Me explica: como você, leitora de Agatha Christie e que consegue sempre descobrir o assassino antes de Hercule Poirot falar, pode descobrir um crápula que nunca foi mencionado no livro???



Desculpa, tia Jodi, mas desta vez ficou a desejar. E vou parar por aqui antes que eu pense em mais motivos para dar menos estrelas.
3,5 estrelas.

4 comentários:

  1. Grande resenha! Gostei muito, como sempre!

    ResponderExcluir
  2. Misericórdia. Broxei legal agora. Desculpa a Jodi, sou muito fã - também por causa da trilogia O Amante -, mas este eu estou dispensando.

    ResponderExcluir
  3. Eita! Amei a resenha. É um que não vou ler, com certeza! Até por que, a trilogia O amante não me prendeu.

    ResponderExcluir
  4. eu adoro jodi com certeza vou ler o protetor

    ResponderExcluir