terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

L. A Casey - Keela (Slater Brothers #2,5)



Ficha técnica: Keela
Autora: L A Casey
Editora self
Lançamento original: 01/fevereiro/2015
Lançamento BR: ainda não
153 páginas
Gênero: Romance contemporâneo; Chick Lit; New Adult
POV: primeira pessoa - Keela

Protagonistas: Alec Slater e Keela Elizabeth Daley
Local/Ano: Irlanda/atual

"Keela Daley está estressada com pesadelos e memórias de seu passado estão assombrando-a. Ela não tem tempo para se debruçar sobre eles quando ela está se mudando de seu apartamento do tamanho de uma caixa de cão para sua primeira casa com seu noivo. Mudança de casa é uma tarefa temida, e Keela adoraria nada mais do que fazer as coisas tranquilamente e sem problemas, mas quando você está noiva de um irmão Slater, nada vai calmamente ou sem problemas. Nada.

Alec Slater ama a sua mulher. Ele também adora jogar e surpreendê-la. Escolher o dia da mudança para fazer as duas coisas acaba por ser um fracasso de proporções épicas. Alec quer fazer as pazes com Keela por seus erros, mas conforme o dia passa, e as coisas vão de mal a pior, ele não sabe se  viver com ele é algo que ela quer ainda.

O que começou como um simples dia de embalagem e mudança de casa transforma-se no dia do inferno. Hóspedes da casa indesejados. Propostas de negócios. Álcool. Os testes de gravidez. Os ataques de pânico. Combate. Discussões. Sexo, e tudo o mais que é uma loucura e representa o nome Slater. Keela tem uma escolha a fazer, e não é uma que ela vai fazer de ânimo leve.

Keela adora Alec, e o que Keela adora, Keela preza."

LANÇAMENTO

O livro, mais para conto, é a continuação do relacionamento entre Alec e Keela.
O início deles foi bem conturbado com todo o background de cada um. Alec vinha de uma família unida, ele e os irmãos, mas que sofreu por conta das decisões do pai, ao se meter na vida de gangster.
Depois dos irmãos Slaters serem obrigados a trabalhar para o ex-sócio de seu pai, Marco Miles, eles estavam livres, mas Alec acabou caindo nas garras de Marco através de Keela.

Eles se conheceram através de uma amiga em comum, Aideen (apelido Ado), após Keela ir buscar a amiga numa balada onde Alec estava. Depois, ao precisar dos préstimos de um garoto de programa - coisa que Alec não era mais -, os dois acabam passando alguns dias nas Bahamas, por ocasião do casamento da prima de Keela, Micah.

Ao longo desses dias que deveriam ser de ensaios e comemorações, Keela foi apresentada à vida secreta de seu tio querido Brandon: ele era um gangster-mor. E pior, o garoto de programa por quem ela estava se apaixonando acabou se envolvendo numa situação da qual Keela desprezou profundamente e acabou partindo, sem dar chance a ele de se explicar.

Águas passadas e tudo resolvido, agora, 13 meses depois, eles estão morando juntos.
Na verdade, chegou o dia de fazer a mudança do apartamento apertado onde Keela já morava há anos para a enorme casa vizinha a dos irmãos, que Alec comprou para eles.

Mas algumas coisas estavam deixando Keela muito perto do precipício...

Primeiro, toda aquele avalanche de sentimentos que Alec a estava envolvendo. Tudo parecia ir rápido demais: o noivado, a casa comprada, o monte de dinheiro que ele gastava sem pensar ou planejar... E ainda havia os pesadelos.

No livro anterior (resenha AQUI), Alec, Keela e Bronagh acabaram se envolvendo numa situação um pouco mais perigosa do que ela estava acostumada a encarar. Não bastava descobrir que seu tio era um gangster, ela ainda viu alguns homens sendo mortos na sua frente. Desde então ela vinha tendo um pesadelo recorrente. Ela não queria preocupar Alec ou as amigas, e manteve isso para si, mas estava acabando com o emocional dela.

E naquele dia de mudança parece que tudo resolveu explodir ao mesmo tempo.

Keela enrolou o quanto pôde empacotar os seus pertences para a mudança. Aquilo significava que ela estava realmente deixando sua zona de conforto e encarando uma aventura com Alec. Então, ela decidiu chamar sua amiga Aideen para ajudar. Na cola desta, vieram Bronagh e Branna. E isso quer dizer que os irmãos de Alec também viriam. Confusão armada.

Preocupações a parte, uma aposta foi feita (os Slaters são grandes fãs de apostas) para ver qual time venceria, homens Vs mulheres. Claro que elas não jogaram limpo, usando a sedução para tentar distrai-los, mas o prêmio era realmente bom...

Mudança feita, Alec apronta uma nova surpresa para Keela, o que não dá muito certo, e daí, ele acaba descobrindo sobre os pesadelos dela e seus medos.

O aparecimento do tio Brandon com sua filha e o marido desta, Jason Bane, acaba por criar nova confusão, com direito a murros e chamada da polícia.
Ainda junta uma gravidez de uma das mulheres presentes - não deu para saber qual delas porque os testes de gravidez foram misturados - e o pior aconteceu: Kane, que já se mostrava doente desde o livro anterior, tem uma crise e desmaia com Keela no mercado.

Ou seja, o livro é dividido entre bate boca, transas, brigas, partes engraçadas e duas novas preocupações.

Como a autora costuma fazer histórias lineares, você precisa ler os livros com final 0,5 para saber o que vem a seguir, mas de verdade, achei este livro aqui fraco.
Sim, houve alguns pontos bons e agora minha total preocupação é qual é a doença de Kane que até agora não houve qualquer dica.
O relacionamento entre os Slaters (irmãos) é tipicamente masculino: se dão super bem naquele jeito troglodita de ser. Além dos relacionamentos já estabelecidos de Domenic com Bronagh (confusão sobre se ele volta a lutar ou não,e se ela é a grávida da vez ou não) e Alec e Keela, ainda há a atração de Kane por Aideen (mas agora tem todo esse lance da doença dele - livro #3) e o sumiço de Damien, gêmeo de Dominic, que se comunica com todos por telefonemas.

Até o livro #5, cada irmão ganhará sua história e o #6 trará todos de volta. Não que eles já não apareçam nas histórias uns dos outros...

De qualquer forma, este livro aqui fica com 3,5 estrelas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário