sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Isabel Cristina Acuña C. - De Vuelta a tu Amor e La Unión (Epílogo)



Ficha técnica: De Vuelta a tu Amor
Autora: Isabel Cristina Acuña
Editora self
Lançamento original: janeiro/2013
Lançamento BR: ainda não
443 páginas


"Melisa Escandón e Gabriel Preciado Lavalle não podiam ser de mundos mais diferentes.
Ela, estudante do último ano de Literatura, e ele, um poderoso industrial de uma das famílias mais ricas do país. Ambos se conhecem no Hay Festival, em Cartagena das Índias.

Gabriel é um homem enigmático, atraente e dominante, que se sente atraído por Melisa de forma imediata e parte para conquistá-la.
Melisa é uma jovem inexperiente e inocente, que inicia sua relação com o jovem industrial em meio a uma nuvem de desconfiança.

Enquanto eles vivem um romance apaixonado, a guerrilha planeja o sequestro de Gabriel.
Por vingança, Melisa é implicada no sequestro e desde esse instante tudo se torna um caos que pouco a pouco separa o casal..."


ROMANCE CONTEMPORÂNEO, DRAMA. INDIE.

Ixi!!! Lá vem mais um livro com enredo do tipo "milionário que se apaixona pela virgem imaculada e não pode viver sem ela". Pois é, seria mais um, mas por incrível que pareça o mais do mesmo conseguiu dar uma reviravolta e tornar-se muito interessante.

Comecemos pela modinha.
Melisa tem um namorado chamado Javier e depois de algum tempo juntos, ela decide que é chegada a hora de deixar de ser a virgenzinha e ceder para ele. Mas ao chegar no hotel em que estavam hospedados, assistindo a um festival, ela o flagra na cama com a sua melhor amiga.
A vida dando uma guinada de 180°, não querendo ficar no mesmo quarto que os dois traíras, ela vai dar uma volta pela cidade. Numa dessas voltas ela é abordada por um homem lindo e notadamente rico, pelo seu porte e suas roupas. E mais, ela o conhecia pelos jornais. Era o famoso industrial playboy Gabriel Preciado.

A princípio ela não queria nada com ele - e o que um homem como ele poderia querer com ela? -, mas já que ela não tinha nada mais a perder mesmo, achou melhor aceitar o seu convite para jantar. E desse convite vieram outros, e outros, até que assumiram o namoro, indo até mesmo falar com os pais dela.

Acontece que Javier não engoliu muito bem a perda e quis vingar-se vendendo a informação sobre o milionário para a guerrilha.
Sim, esse livro se passa na Colômbia, onde aqueles vários grupos costumam fazer sequestros para conseguir libertar os amigos presos, para obrigar o governo a trocar/revogar/aprovar alguma lei, por dinheiro. E o caso de Gabriel era este último.

Um pouco antes do fatídico dia do sequestro, Gabriel convence Melisa a se casarem somente no civil às pressas, e mais tarde, quando os pais deles a conhecessem, após o retorno da viagem, eles se casariam na igreja.

O sequestro atrapalhou tudo. As negociações se arrastaram por dois longos anos. No cativeiro, ao sofrer o choque por saber que seu sequestro havia sido arquitetado por sua esposa e o ex-namorado dela, Gabriel perde a memória dos últimos três meses de vida.

Ao ser liberto anos depois, ainda sem a memória restaurada, ele percebe que seus pais já não são mais os mesmos. Estavam felizes por seu retorno, é claro, mas o ambiente estava tão tenso "que poderia ser cortado à faca". 
Ele busca terapia e o consolo nos braços de outras mulheres, mas por alguma razão não se sentia à vontade ao fazer isso.

Um sonho o perseguia. Uma bela mulher com olhos azuis da cor do mar e cabelos longos e negros, que lhe fazia juras de amor eterno. Ela parecia tão real que quase poderia tocá-la.
Ao viajar para Nova Iorque com a namorada do momento, ele teve um baque ao ver a mulher do sonho andando pela cidade despreocupadamente. Ele a segue para perdê-la de vista logo a seguir.

Retornando à Colômbia, ele contrata um investigador para descobrir o que aconteceu nos meses do vácuo, já que os médicos achavam que a família não deveria revelar-lhe nada antecipadamente. E ele descobre a verdade.

Num primeiro momento o choque por se achar traído, para depois compreender o que ocorrera e fazer de tudo para reconquistar a mulher que tanto amava.
Nos encontros e desencontros, eles usam de todos os artífcios no jogo de gato e rato, duelando entre a desconfiança, o rancor, e a saudade e o amor.



Ficha técnica: La Unión - Epilogo de Vuelta a tu Amor
Lançamento original: setembro/2013
74 páginas


"Agora Melisa e Gabriel confrontam de novo o desafio de estarem juntos.
Entretanto, o peso de seus sofrimentos e o tempo que ficaram separados ainda rodeiam a relação.
Começa a verdadeira caminhada onde as inseguranças e os temores caminham juntos de seu inquebrantável amor.
Promessas e sentimentos são renovados."


Na continuação, Gabriel e Melisa precisam sobrepor tudo que passaram se quiserem ficar juntos.
Os traumas de ambos são profundos, chocantes. Dois anos de cativeiro fizeram de Gabriel quase um homem anti-social, evitando multidões e sua desconfiança de todos ao limite máximo.
Melisa, por sua vez, precisa esquecer o período em que foi acusada como cúmplice do sequestro do marido, levando-a  a ser interrogada e detida em presídio feminino. E isso culminou com a perda do filho que esperava.

No momento eles buscam a cura nos braços um do outro, planejando uma cerimônia religiosa e aplacando os traumas e mágoas procurando ajudar àqueles que em seu país não tiveram oportunidades na vida.
Renascendo das cinzas, como uma fênix, à procura da tão almejada felicidade.


Primeira mudança na história,: ela não se passa no eixo Estados Unidos-Europa, apesar de os protagonistas viajarem à terra do Tio Sam.
Na verdade ela se passa na Colômbia.

As descrições dos cenários pela autora trazem parte da beleza de um país rico em sua cultura popular. Ela cita tipos de músicas, comidas típicas, e como a protagonista é uma estudante da literatura, há várias curiosidades na fala dela. Uma verdadeira aula.

Por outro lado, há descrição da pobreza e da miséria que empurram seus cidadãos a serem colaboradores da guerrilha por total falta de opção. Famílias que passam por necessidades, crianças com traumas ao verem os pais serem executados. Além disso, o período em que Gabriel esteve no cativeiro é descrito mais tarde em suas lembranças na terapia. E tantos nomes de pessoas reais que passaram por essa situação são citados.

Ainda assim não é um livro baixo astral.
O tema principal, é claro, é o amor que rodeia os dois. O tanto que eles têm de lutar para provarem que são falsas as acusações, lamberem sua feridas nos anos em que estiveram separados e aprenderem o sentido do perdão.; para com familiares e entre eles mesmos.

Sim, o livro pode começar como se fosse mais uma história "boba" de amor, mas com o passar das páginas você sente toda a profundidade, toda grandeza e todo o poder que uma história bem contada pode ter e transmitir ao leitor.

O ritmo da história é lento em alguns momentos e normal em outros. Há muitas descrições, o que pode parecer aborrecido para alguns, mas para outros, como eu, que nunca leram livros tendo aquele país como cenário, ajudaram bastante na hora de fazer o quadro mental.
A conexão com os personagens foi rápida. Todos eles são cativantes e de personalidade forte.
Pontos positivos: o cenário - o enredo diferenciado - o final é lindo de viver.
Ponto negativo: talvez os primeiros capítulos por ainda estarem no estilo de história do romance água com açúcar. A partir do momento em que aparecem os planos para o sequestro e o ato em si, em diante, o livro toma um novo e surpreendente rumo.
Sobre uma possível continuação, não exatamente sobre o mesmo casal, gostaria de ler a história do que ocorreu com Miguel e Olívia... 

Isabel Acuña dá uma verdadeira aula e ainda faz suspirar.

4,5 estrelas.

Para adqurir:  LIVRO 1 AMAZON  |  LIVRO 2 AMAZON

Sobre a autora:



terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Kristen Proby - Loving Cara (Love Under the Big Sky Series #1)


Ficha técnica: Loving Cara
Autora: Kristen Proby
Editora Pocket Books
Lançamento original: 21/janeiro/2014
Lançamento BR: ainda não
384 páginas


"Josh King é um especialista na administração do rancho da família de vários milhões de dólares,  em Montana. (E todo aquele  trabalho manual tem feito maravilhas para esculpir seu 1,90 de altura). 

Mas, mesmo sendo um especialista em sua área de atuação, Josh não sabe nada sobre como lidar com um adolescente - seu sobrinho, Seth, de 12 anos, que é deixado em sua porta, olhando assustado e agindo mal-humoradamente como o inferno. Josh sabe que precisa de ajuda para endireitá-lo.

Cara Donovan ama a sua vida tranquila como professora em sua pacata cidade natal. Adorando seu trabalho de professora, ela agarra a chance de fazer um pouco de dinheiro durante o verão como tutora. Mas quando ela descobre que ela vai estar ensinando o sobrinho de Josh King, o doce trabalho de verão de Cara fica um pouco mais quente. 

Cara tenta concentrar toda a sua atenção nas aulas, mas Josh revela-se uma deliciosa distração, anquanto as memórias de Josh da menina tímida que uma vez brincou na escola não são nada como a bela mulher que ele está enfrentando agora . 
Será que ele consegue persuadi-la de que há mais entre eles do que um caso de verão ?"


ROMANCE CONTEMPORÂNEO. LANÇAMENTO.



Um metro e noventa de pura testosterona. Músculos definidos pelo trabalho braçal da fazenda. Cabeça para gerenciar um negócio familiar de milhões. Uma beleza de modelo de passarela. Posso parar ou quer mais? Ah! Não esquecendo, tem um gêmeo idêntico! Aff...morri.

Josh tem a fama de pegador desde a época da escola, mas ele é tranquilo, focado e super família. Mais ainda agora com a bomba que acaba de cair sobre a cabeça dos Kings: a esposa de seu irmão gêmeo, Zach, acaba de largar o filho de 12 anos na porta deles como se o jovem fosse um objeto. Exigindo separação e cortando qualquer contato com a família. E claro, já fugindo com seu amante.
O garoto revoltado até o último grau pelo comportamento devasso da mãe (aquele não seria o primeiro amante dela) e com as mentiras que ela plantara na cabeça do filho contra o pai, que se encontrava como soldado na guerra.
Com isso, o rendimento escolar do Seth, o sobrinho, foi para o pé. Solução? Contratar uma tutora durante as férias de verão.

Aí entra Cara, ou Carolina.
Na pequena cidade de Cunningham Falls, em Montana, ela era conhecida como uma boa professora. E procurava durante as férias ganhar um extra lecionando como tutora. Foi uma surpresa ao saber que o sobrinho de Josh estava em condições de precisar de sua ajuda. Alguém precisa dizer que ela tinha uma "quedinha"  por Josh desde os tempos do colégio? Mas ela não era páreo para as beldades que ele namorava. Ela era a baixinha, gordinha, dos cabelos encaracolados e desajeitada.
Baixinha ela continuava, mas não estava mais gordinha e os cabelos, alisados com a técnica de alisamento brasileira (sim, somos mencionadas nos livros atuais também pela famosa técnica de depilação "arranca tudo fora").

Obviamente Seth não ia deixar nada fácil, mas Cara conseguiu vencer a resistência do rapazinho e ganhar sua confiança, e de quebra, a eterna gratidão de Josh.

Relacionamento à vista? Com certeza!!
Com o passar dos anos, apesar de morarem numa cidade minúscula, ambos mudaram e não conviviam próximos. Assim, Josh tinha a fama de pegador mas não saía com alguém há vários meses. E Cara mudou o seu perfil estético. Quando passaram a ficar mais tempo juntos, a atração do passado retornou com força total. Mas vai convencê-la de que o que ele sentia era sério? E o complexo da baixinha-gordinha-indesejável? Estava ali, latente. Mas com jeitinho, Josh foi quebrando as barreiras dela...

"- Eu amo seu corpo, eu amo cada curva em você, como você é macia e sua pele, suave.
Ele me seduz com suas palavras suaves, e se nós não estivéssemos tão próximos um do outro, a brisa da montanha teria feito suas palavras voarem longe.
- Mas a curva mais sexy em seu corpo é seu sorriso doce.
Minha respiração prende e sinto meus olhos se abrirem à medida que ele sorri suavemente para mim, e neste momento eu sei, sem sombra de dúvida, de que me apaixonei por Joshua King."

Mas em meio a isso tudo, ainda há o prelúdio da história de sua melhor amiga Jill e a paixonite do irmão desta, Ty, por uma ex colega de colégio. Além disso, tem o retorno de Zach. Ou seja, pelo menos mais 2 livros já estão alinhavados. Próximo? Ty (advogado) e Lauren (preciso-de-um-advogado-urgente-para-me-livrar-do-meu-ex) Cunningham.



Quem acompanha minhas resenhas sabe que eu amo, adoro, salve, salve os livros da Kristen Proby e sua série "WITH ME IN SEATTLE", lançada no Brasil pela editora Charme. Inclusive dos 5 livros lançados - lá fora - o #2 é meu favorito, "FIGHT WITH ME", e Nate McKenna, seu protagonista, eleito o "namorado do ano de 2013" entre personagens de livros. 
Mas há uma característica sobre os livros dela quando está começando uma nova série: o primeiro livro nunca é o melhor. Não significa que seja ruim, só que parece que ela está esquentando as turbinas.
Suas histórias contemporâneas são recheadas com cenas para lá de sexies, mas geralmente o primeiro livro é mais "comportado". Mas não se engane. Na certa os próximos entrarão em combustão instantânea. E confesso que meus olhos estão compridos esperando o terceiro livro - ainda sem capa definida -, a história de Zach e Jill.

Para este dou 4 estrelas.

Para adquirir: Amazon  |  Barnes & Noble


segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Lisa Kleypas - Tentação ao Pôr do Sol (Os Hathaways #3)


Ficha técnica: Tentação ao Pôr do Sol (Tempt me at Twilight)
Autora: Lisa Kleypas
Editora Arqueiro
Lançamento original: 2009
Lançamento BR: 2014
272 páginas

"Poppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. 
Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar.
Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem.
Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele.

Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua – e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça.
Mas fascínio e desejo não serão suficientes para construir sua história, sobretudo quando uma traição põe em jogo as bases do relacionamento. Agora, é entre quatro paredes que eles tentarão resolver problemas e anular diferenças, num romance sensual em que seu futuro juntos pode mudar a cada toque, cada encontro, cada descoberta."

ROMANCE HISTÓRICO. LANÇAMENTO.

Gente, é Lisa Kleypas. Preciso dizer mais? A mulher escreve muuuuuito!!! Consegue mesclar romance (sem parecer piegas), aventura e uma dose de comédia que deixa o leitor louco...querendo ler mais.

Neste terceiro livro da série temos a história da Poppy (papoula). Ela é meiga e inteligente e, como todos os Hathaways, não se sente encaixando entre as mocinhas à procura do par ideal. Ela é inteligente demais para os rapazes da temporada, ela os assusta.
Mas tem um que se encanta por ela, Michael Bayning. Vindo de uma família nobre, ele logo se apaixona pelo jeito dela. O único obstáculo é o pai dele que não aceitaria que seu único filho e herdeiro se casasse com alguém como ela. Porque apesar de Poppy ser irmã de um conde, o irmão dela, Leo, só herdou o título há pouco tempo por uma série de falecimentos que houve na família. Isso significa que os Hathaways seriam como os "novos ricos" da atualidade.
Isso sem contar que duas de suas irmãs são casadas com ciganos, um povo claramente visto como inferior pelos britânicos, mais ainda pelos nobres metidos à besta.

Com isso, Michael ainda não contou ao pai sobre seus sentimentos por Poppy, e assim, ela espera.

Enquanto isso, eles trocam cartas de amor, e é uma delas que Dodger, o furão de Bea, irmã caçula de Poppy, rouba e sai correndo pelo hotel, com Poppy em seu encalço.

O hotel era o Rutledge, uma enorme construção de cinco quarteirões em pleno coração de Londres. As famílias nobres que iam para a cidade para a temporada e não tinham casa fixa na cidade, costumavam ou alugar uma casa mobiliada, ou ficar em hoteis. Os Hathaways preferiam este hotel. E esta era a terceira temporada de Poppy e ela já começava a perder as esperanças. Se não fosse Michael, não seria mais ninguém.

Mas Dodger teve outros planos. Ao roubar a carta de amor e fazê-la persegui-lo pelo hotel, ele acabou entrando numa passagem secreta atrás de uma lareira, descoberta por ela por acaso. Ouvindo vozes atrás de si, para não ser descoberta andando pelo hotel sem uma acompanhante e atrás de um furão (oh meu Deus!!), ela decide entrar nessa passagem, e acabou nos braços de um estranho.




Jay Harry Rutledge era um americano radicado em Londres há bastante tempo. Considerado um homem misterioso e um oponente perigoso. Seus amigos queriam matá-lo às vezes, e seus inimigos batizavam seus filhos com seu nome. Ele era pouco visto nas rodas sociais. Até mesmo o baile que ele oferecia anualmente em seu hotel ele não participava. Apenas observava os convidados por um tempo em algum lugar do alto. Num desses bailes ele viu Poppy Hathaway, mas naquela ocasião ela não lhe chamara atenção.
Entretanto, quando encontraram-se num corredor escuro, atrás de uma lareira, assim que Poppy começou a conversar com ele, ele sentiu que ela era uma debutante diferente. Nada de risinhos afetados, conversas sobre o tempo ou comportamento virginal. Ela tinha uma belo corpo, olhos expressivos e um cérebro. E o que espantava os rapazes numa moça, fazia dela uma senhora casada perfeita. E ele decidiu que a teria para si.


"- Se você entendesse alguma coisa sobre o amor - contrapôs Catherine, causticamente -, saberia que Poppy jamais escolheria qualquer outro em vez do homem a quem já entregou seu coração.
- Ele pode ficar com o coração - foi a resposta casual de Harry. - Desde que eu fique com o resto." (pag.61)


Antes, ele precisava dar um jeito de atrapalhar o romance dela com Michael Bayning, e o fez magistralmente.
Harry era um homem que não perdia as oportunidades quando estas surgiam e sempre conseguia o que queria. E ele queria Poppy Hathaway.

Os passos seguidos:
1) Livrar-se do bom moço mas fraco Michael Bayning;
2) Colocá-la numa posição comprometedora;
3) Convencê-la a casar-se com ele.

O que Harry não contava é que os Hathaways não eram somente uns hóspedes constantes de seu hotel que tinham certas peculiaridades - como os bichinhos selvagens de Bea. Mas que eles pouco se importavam com o que a sociedade pensava sobre eles. Por isso, mesmo numa posição desfavorável perante à sociedade, Poppy só iria casar com ele SE ELA quisesse, com total apoio dos homens da família, Leo, o irmão dela, e seus cunhados os ciganos Rohan e Kev Merripen (que por sinal tinnha quase dois metros de altura e já estava pronto para transformar Harry em pasta)...

"- Você é o próximo, Ramsey - disse Harry com ar ameaçador. - Depois que eu acabar com Rohan, vou acabar com você por ter tirado minha esposa de Londres.
- Não - protestou Merripen com calma mortal, dando um passo à frente. - Eu sou o próximo. E vou acabar com você por ter se aproveitado de uma mulher da minha família.
Leo olhou de Merripen para Harry, depois revirou os olhos.
- Então deixa pra lá - disse, voltando à porta da estufa. - Quando Merripen acabar, não vai sobrar nada dele." (pag. 203)


Casamento marcado, agora eles teriam de fazê-lo dar certo e nesse quesito, os fantasmas do passado voltaram para assombrar o casal que não queria ceder à outra parte. E somente descobrindo o que um sente pelo outro poderiam dar uma nova chance à felicidade...

"- Não - declarou ela, enfática. - Ele não vai reagir nada bem. Mas não o estou deixando porque quero acabar com meu casamento. Eu o estou deixando porque quero salvá-lo." (pag. 180)

"- Para o diabo com sua opinião - rosnou Harry, despindo o casaco e jogando-o para o lado. - Não estou pedindo permissão para levar minha esposa daqui. Ela é minha e eu a terei de volta, e que todos vocês vão para o inferno." (pag. 202)


A família Hathaway continua sendo uma em um milhão na alta sociedade. Mas o mais tocante entre eles, para aqueles que têm a oportunidade de conviver com eles, é o amor que sentem um pelo outro, e a capacidade de abarcar mais pessoas a isso. 
Todos os novos membros, Rohan, Harry e até mesmo a dama de companhia Catherine, sentem-se atingidos por esse amor, e isso faz toda a diferença.

O livro é engraçado, é romântico, é lindo.
As capas são DI-VI-NAS!!!
Até agora toda a série está super equilibrada, sem ter um melhor que o outro. É claro que o leitor pode ter esse ou aquele personagem preferido, mas no geral, todos os Hathaways são cativantes.
Faltando apenas 2 irmãos para contar história, Leo e Beatrix. O próximo já tem sua capa escolhida:



Para saber sobre os livros anteriores e a autora, clique LIVRO #1 LIVRO #2


*Gravura de Jon Paul Ferrara.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

J. Kenner - Wanted (A Most Wanted Trilogy #1)




Ficha técnica: Wanted
Autora: J. Kenner
Editora Bantam
Lançamento original: 07/janeiro/2014
Lançamento BR: ainda não
352 páginas


"Ele é tudo o que eu desejo, tudo o que eu quero desesperadamente, e ele é tudo o que eu não posso ter. 

Evan Black incorpora todas as minhas fantasias. Ele é brilhante, feroz, e devastadoramente lindo. Mas ele também é teimoso, perigoso, e sobrecarregado com segredos. 

Minha família me avisou para ficar longe, que eu nunca poderia lidar com negócios escusos de Evan ou seu passado cheio de cicatrizes. Talvez eu devesse ter escutado. Talvez eu devesse ter fujido. Mas o nosso desejo é inegável, e algumas tentações  você não pode lutar contra. 


E a partir do momento em que nos tocamos- a paixão entre nós nos consume - e eu sei que eu nunca mais serei a mesma."



ROMANCE CONTEMPORÂNEO. ERÓTICO. TEMA ADULTO. LANÇAMENTO.

(English review scroll down)


Um velório. Eis onde nossa protagonista - livro escrito na primeira pessoa - se encontra. Seu tio querido Jahn, havia sofrido um aneurisma e pouco tempo depois, apesar de ser muito bem tratado, ele faleceu.
Angelina, Lina, ou Angie, como gostava de ser chamada agora, sentia-se devastada. Primeiro, havia perdido sua irmã de uma forma trágica, e agora, o seu tio, seu porto seguro.

Apesar do apelido, Angie não tinha sido nenhum anjinho. Na adolescência adorava se meter em confusão, fugir de casa na calada da noite para encontrar-se com os amigos, fumar, aprontar. E foi numa dessas suas saídas noturnas que sua irmã, indo atrás dela para tentar trazê-la de volta, acabou sendo pega por uma gangue, violentada e morta. Angie só soube do ocorrido na manhã seguinte.

Ela culpava-se pelo ocorrido mas não tivera coragem de contar a ninguém. A partir daí, como uma válvula de escape, ela passou a fazer pequenos furtos. E foi presa. Seu tio a libertou da cadeia e fez todo possível para limpar a sua ficha, principalmente porque o pai dela já era um político proeminente, com o foco na vice-presidência.

E agora, essa única pessoa que sabia de sua culpa havia ido embora.
O que poderia mantê-la sã, que tinha alguma conexão com o seu tio e parte de seu passado, enquanto se recuperava na casa deste, eram os três amigos e pupilos de seu tio, Evan, Tyler e Cole.
Eles tinham sido alunos das aulas de arte de seu tio, um grande conhecedor e mecenas das artes, e agora eram empresários e sócios de vários empreendimentos em Chicago. Angie os conheceu aos 16 anos quando passou a morar com seu tio. E sua atração por Evan foi fulminante. Só que Evan não dava a mínima para ela.

Os anos se passaram, todos eram amigos, e a perda de Jahn era sofrida pelos três amigos e por ela.

Tentando tomar um rumo para sua vida, Angie recebe a proposta de ser assessora de um político em Washington. Decidida a dar uma reviravolta em sua vida, ela aceita a proposta, mas antes de partir ela quer ter o gostinho de ter um caso com Evan. E é isso que ela propõe: 3 semanas juntos, sem compromisso, sem amarras.
Mas as semanas que se seguem trazem à baila uma Angie (Lina) selvagem; um Evan que não segue as regras; um tio falecido cheio de segredos e um agente do FBI que não sai da cola deles.

O mundo das artes nunca mais será o mesmo...

Se você já leu algum livro da J. Kenner, reconhece logo alguns pontos em comum em suas narrativas:

* A sinopse é escrita na primeira pessoa - pelo POV da heroína;
* A heroína é alguém forte mas atormentada, e que costuma ter alguma válvula de escape às pressões da vida. Na trilogia Stark ela se cortava; neste, ela é cleptomaníaca;
* O herói é sério, de poucas falas, intenso, decidido. Uma vez uma decisão tomada, esta deve ser feita à sua maneira;
* O livro é erótico, com cenas muito bem descritas, mas não se restringe a isso. O enredo sempre tem uma trama bem elaborada; os personagens NÃO SÃO SÓ aquilo que se vê à primeira mão. Há sempre um segredo muito bem guardado;
*  O final SEMPRE surpreende. É como se Kenner tivesse uma carta na manga para o livro não ficar na mesmice;
* Os personagens secundários podem parecer apenas figuração, mas preste atenção neles. Sempre podem voltar mais tarde;
* O romance em si é sempre muito bem apresentado. Sexy quando preciso, e extremamente hot nas ocasiões oportunas. Seus personagens masculinos costumam ter aquela "pegada" que as leitoras amam e quando se rendem...ahhhhh....friozinho na barriga e um calor....



O ritmo da história é ótimo.
A conexão com os personagens foi imediata.
Ponto positivo: enredo - personagens - reviravolta - final
Ponto negativo: a resolução do último problema  achei rápida demais.  



4,5 estrelas

O bom é que a série focará em personagens diferentes dessa vez. Um livro para cada amigo. Isso quer dizer que o romance entre Evan e Angie acaba aqui. O próximo  a ser lançado - ainda este ano - é sobre Tyler.



Para adquirir:  Amazon  |  Barnes & Noble  |  The Book Depository

Sobre a autora: Leia sobre a autora e as resenhas da trilogia Stark acessando AQUI

*Cópia do livro cedida pela editora, através do NetGalley, em troca de uma resenha de opinião honesta.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)


A funeral. This is where our protagonist -  written in the first person - is. Her dear Uncle Jahn  had suffered an aneurysm and shortly afte , despite being very well treated, he died.
Angelina, Lina, or Angie, as she liked to be called now, was devastated. First, she had lost her sister in a tragic way, and now, her uncle, her safe haven.

Despite the name, Angie had been no angel. In adolescence she loved to get into trouble, running away in the night to meet up with friends, smoking, sneaking. It was one of those nights out that her sister, going after her to try to bring her back, ended up being caught by a gang, raped and killed. Angie only learned of the incident the next morning.

She blamed herself for what happened but had not dared to tell anyone. Thereafter, as an escape, she became petty theft. And was arrested. Her uncle freed her from jail and did everything possible to clear her record, mainly because her father was already a prominent politician, with the focus on vice -presidency.

And now that one person who knew of her guilt gone.
What could keep her sane, who had some connection with her uncle and part of her past, while recovering in this house, were three  friends and pupils of her uncle, Evan, Tyler and Cole.
They had been students of art lessons from his uncle, a connoisseur of the arts and a patron, and were now businessmen and members of various projects in Chicago. Angie met them at age 16 when she began to live with her uncle. And her attraction to Evan was withering. Except that Evan did not care for her.

Years passed, they were all friends, and the loss of Jahn was suffered by Angie and her three friends.

Trying to take a turn for her life, Angie receives the proposal to be a political adviser in Washington. Decided to give a twist in her life, she accepts the proposal but before leaving she wants to have a taste of having an affair with Evan. 3 weeks together without commitment , no strings attached: And this is what she proposes.
But the following weeks bring to the fore a wild Angie (Lina), an Evan that does not follow the rules, a dead uncle  full of secrets and a FBI agent that search for them all the time.

The art world will never be the same ...

If you've read any book of J. Kenner, soon recognizes some common ground in her narratives :

* Even the synopsis is written in the first person - the heroine's POV ;
* The heroine is someone strong but troubled, and who usually have some way of escape from the pressures of life. In Stark trilogy she cut herself, here, she is a kleptomaniac;
* The hero is serious, a few speech, intense, strong minded. Once a decision is taken, this should be done his way;
* The book has very well erotic  scenes described, but is not limited to this. The plot always has an elaboration, the characters are not only what you see at first hand. There is always a closely guarded secret;
* The final ALWAYS surprises. It's as if Kenner had a card up her sleeve for the book does not stay on sameness;
* The secondary characters may appear only figurative, but watch out for them. Can always come back later;
* The romance itself is always very well presented. Sexy when needed, and extremely hot in timely occasions. Her male characters usually have "the catch" that readers love and when  they surrender ... ahhhhh .... butterflies in stomach and warmth .... 

The pace of the story is great.
The connection to the characters was ready .
Positive point : plot - characters - turnaround - Final
Negative point: the resolution of the last problem was too fast.

4.5 stars

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Clarissa Wild - Fierce



Ficha ténica: Fierce
Autora: Clarissa Wild
Editora self
Lançamento original: 27/jan/2014 
Lançamento BR: ainda não
300 páginas


"Lute por seus sonhos. Lute pela sua vida. Lute por amor.

A nerdy Autumn Blakewood é o principal exemplo de uma menina exemplar. Ela estuda todas as noites, nunca se atrasa às aulas e sempre segue as regras. Ela nunca sentiu a necessidade de sair de sua zona de conforto. Isto é, até que ela conhece Hunter.

Hunter Bane é um bad boy confiante e arrogante, ele significa problemas. Ele é uma distração perigosa para todos ao seu redor. Sexy e forte, Hunter adora o efeito que tem sobre as mulheres. Especialmente aquelas que não estão acostumadas a atenção, como Autumn.

Autumn acha difícil não ceder aos avanços de Hunter, mesmo que tudo pareça um jogo para ele. Tentar entendê-lo é impossível, porque ele encobre -se em mistério.

O que ela não sabe é que Hunter tem mais bagagem do que alguém deveria carregar. Quando ela descobre que ele está em um clube de fraternidade ilegal para salvar a única pessoa que importa para ele, Autumn percebe que isso poderia significar o fim de sua inegável conexão com ele. Até mesmo as suas vidas estão em risco.

Mas agora é tarde demais para voltar atrás ..." 

ROMANCE CONTEMPORÂNEO. ERÓTICO. NEW ADULT. PRÉ LANÇAMENTO.


(English review scroll down)


Clarissa Wild tem várias séries lançadas, mas este é o primeiro livro dela que leio.
Num primeiro momento pode parecer que o enredo tem algo de bem familiar: a menina nerd que só faz estudar, o rapaz bonito, forte, popular na faculdade que por alguma razão se aproxima dela, viram amigos e dessa amizade algo mais surge. Acabou.

O interessante aqui é a dinâmica entre eles...
Autumn é nova na faculdade. Primeiro ano de Literatura Inglesa. Ela só conhece duas pessoas: sua companheira de quarto Evie e Brody, um amigo da antiga escola de ensino médio, mas que já está adiantado na facu.
Já no dia da sua chegada, Autumn passa pela saia justa de ter sua saia levantada e várias folhas de árvore grudadas em seu cabelo por conta daquele aparelho de limpar as folhas.
Por conta disso, quando Hunter se aproxima dela sempre a chama de Leafy.

Claro que Autumn repara o quão lindo Hunter é, mas ela tem total noção de que caras como ele não se aproximam de garotas como ela. Ela já sofreu bullying suficiente na antiga escola para aprender essa lição.

O que a espanta é que, como ela e Hunter tem vários horários de aulas similares, ele sempre senta perto dela, diferente do resto da turma que costuma mudar de lugar quando ela se aproxima.

Hunter percebeu em Autumn algo que ela mesma não sabia: ela era a garota boa que tinha medo de se arriscar, mas estava doida para quebrar umas regras. E ele era o melhor exemplo...




"Mesmo se você me pedisse, eu não me afastaria.
Eu sempre vou contra as regras.
É por isso que você me quer."


Enquanto isso, Autumn percebeu nele que, apesar de passar uma imagem de bad boy, com sua jaqueta de couro e o rosto com hematomas provenientes de brigas, ele era um bom moço, envolvido com as pessoas erradas.

Ao longo do crescente envolvimento deles, há toda uma trama recheada de drama e suspense. Paixões reveladas, quebra de confiança, descoberta de segredos.
Hunter desperta em Leafy o seu lado selvagem, aventureiro; ela desperta nele a calma  e a confiança de que dias melhores virão. E assim vão se moldando no par perfeito.




O livro traz algumas cenas mais picantes e com um linguajar moderno e apropriado ao enredo, com referência a homossexualismo, violência e tráfico de drogas, portanto, desaconselhável para menores.
E o melhor: nada de cliffhanger. Acaba aqui e agora.

Ritmo bom, sem pressa.
Linguagem moderna e acessível. Senti conexão com os personagens desde o início.
Ponto positivo: o leitor percebe bem as inquietudes da personagem principal e seu turbilhão de emoções. E o final foi maravilhoso. Surpreendeu mesmo!!
Ponto negativo: Os motivos (e o segredo) de Hunter foram tão bem guardados que ao serem revelados tornaram o final do livro maravilhoso. Por isso acho que se houvesse um foco no ponto de vista dele, a surpresa seria quebrada. Por outro lado, senti falta de se mostrar mais o que ele pensava a respeito de Autumn. Porquê desde o início ela o fazia se sentir bem. 

Um casal com muitos mais problemas do que perfeição e, exatamente por isso, tão carismático.

4,5 ESTRELAS!!!


Para adquirir: Google Play (Pré venda) |  Amazon

Sobre a autora:  Website  | Facebook  |  Twitter  | Goodreads

*ARC cedido pela própria autora em troca de uma resenha de opinião honesta.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)


The interesting about this story is the dynamics between them ...

Autumn is new in college. First year of  English Lit. She only knows two people : her roommate Evie, and Brody, a friend of the former high school.
On the day of her arrival at college, Autumn passes through a difficult having her skirt lifted and various tree leaves stuck in her hair because of a wind. This was a perfect excuse to Hunter started to call her as Leafy.

Of course Autumn noticed how gorgeous Hunter is, but she is fully aware that guys like him do not approach girls like her. She has suffered enough bullying in the old school to learn this lesson .

The good news is that as she and Hunter have several hours of similar classes, he always sits next to her, unlike the rest of the classmates that often change places when she approaches.

Hunter realized in Autumn something she herself did not know: she was that kind of good girl who was afraid to take chances, but was eager to break some rules. And he was the best example ...




Meanwhile, Autumn saw him that despite spending a bad boy image, with his leather jacket and his face bruised from fights, he was a good guy, involved with the wrong people.

Throughout the growing involvement of them, a whole full of drama and suspense plot. Passions revealed, breach of trust, discovery of secrets.
Hunter awakens in Leafy her wild side, adventurer; she awakens in him the calm and confidence that better days will come. And so they will be shaping the perfect match.




The book brings some more spicy and with a modern and appropriate language to the plot, with reference to homosexuality, violence and drug trafficking, therefore inadvisable for younger audience.
And the best: no cliffhanger. It ends here and now.

Good pace, no rush.
Modern and accessible language. I felt connected with the characters from the beginning.
Positive point: the reader realizes well the concerns of the main character and her maelstrom of emotions. And the end was wonderful. Amazingly surprise!
Negative point: Hunter's grounds (and secret) were so well kept that when it was revealed on perfet time, it made the end of the book so wonderful. So, I think if there was a focus on his point of view, the surprise would be broken. On the other hand, I missed to know more what he thought about Autumn. Why from the beginning she did he feels well .

A couple with so  many problems and flaws than perfection, and exactly because of that, so charismatic.

4.5 STARS